Pular corda: conheça os benefícios dessa atividade

Descubra se essa atividade pode fazer parte da sua rotina!

Se você achava que os benefícios de pular corda resumiam-se apenas as brincadeiras da sua infância, este artigo está pronto para provar que certos hábitos não devem ser deixados para trás.   Versátil e podendo ser realizado em quase todo lugar, para aqueles que ainda estão tentando fugir do sedentarismo, aderir a essa prática pode ser a porta de entrada para outros exercícios, já que a tonificação muscular ajuda a preparar o seu corpo para diferentes atividades.  E para quem já está habituado vale a pena descobrir quais são motivos que farão você optar por mais uma alternativa que trará mais qualidade para o seu treino.

Pular corda emagrece e define os músculos.

Trinta minutos pulando corda ajuda a eliminar até 400 calorias. (Foto: Divulgação)

Conheça os pontos positivos de pular corda

Tonifica a musculação

Aí você perdeu peso, mas a sua musculatura ainda está fraca… Bom, a tonificação dos músculos é outro benefício garantido pela prática de pular corda. O motivo disso está relacionado por um trabalho simultâneo de toda musculatura ao decorrer dessa atividade. Sendo assim, a parte superior, responsável por manter a corda em movimento, acaba tonificando os bíceps e o trapézio. A parte central, durante o pulo, acaba ajudando no fortalecimento do abdômen. Já a parte inferior, acorda as regiões do quadríceps, glúteos, femorais e as panturrilhas.

Ajuda a queimar calorias

Para quem está procurando uma atividade física, que potencialize a queima de calorias, é bom abraçar a nostalgia e começar a pular corda. Isso porque, essa atividade que parece simples, comparada a outros tipos de exercícios físicos, tem muito a agregar na sua rotina de treinos.  De acordo com uma matéria do Globo Esporte, é possível perder até 350 kcal em 30 minutos de prática desse exercício.  Além disso, por exigir muito fôlego, você acaba melhorando, também, a sua capacidade respiratória.

Melhora a atenção

Ué, mas como uma atividade que trabalha os músculos pode ajudar na concentração?

A resposta para essa pergunta é muito simples e tem um nome: coordenação motora. Para pular corda corretamente é preciso de ritmo e sincronia entre o seu corpo e essa atividade. Logo, ao manter a sua atenção, para que os movimentos sejam realizados da melhor maneira, você verá que a sua capacidade de concentração, ao ser estimulada pela coordenação motora, acaba ganhando força, assim como os seus músculos.

Mais resistência

Para você que já prática atividades físicas, entretanto precisa de mais força para elevar o seu treino, a corda, também, é uma grande aliada. Garantindo mais resistência para a musculatura, uma vez que tonificação dos músculos também é um dos benefícios proporcionados, você verá mais rendimento para outros exercícios que contribuem para o seu bem-estar.

Circulação sanguínea

Por aumentar a frequência cardíaca, durante o pulo, há um estimulo a boa circulação do sangue e do oxigênio para todas as partes do corpo. E o resultado disso é um melhor funcionamento do coração e do pulmão.

Controle da respiração

Ao exigir muito do seu fôlego, é possível potencializar a sua capacidade respiratória, uma vez que para poder realizar esse exercício respirar certo é fundamental. Sendo assim, o controle da respiração também é um fator positivo influenciado por essa atividade.

Mas como pular corda de maneira correta?

Depois de ver os benefícios proporcionados, acha que dá para aderir à prática?

Bom, antes de começar é muito válido atentar-se a alguns detalhes.

Como toda atividade física irá trabalhar uma musculatura que, muitas vezes, é esquecida, os alongamentos são essenciais para impedir que lesões ou dores apareçam durante a prática de fortalecimento do corpo. Por isso, antes de começar a pular corda, além dos alongamentos de baixa intensidade, é importante também fazer um aquecimento especial.  Essa preparação consiste em pular por 2 minutos sem o auxilio da corda.  Dessa forma, tanto a frequência cardíaca como os músculos acabam recebendo estímulos que os alertam para uma carga maior que virá a seguir.

Antes de dar início a essa atividade, faça um alongamento. (Foto: iStock)

Outro ponto que faz toda a diferença, na hora de pular corda, é ter em mãos, ou melhor, nos pés, um calçado adequado para essa atividade. De preferência, esses calçados devem conter amortecedores que protejam a sola dos pés contra o atrito entre você e o chão.  Em relação à corda, o ideal é escolher uma que esteja no tamanho certo.

Mas como saber isso?

Para saber qual é o tamanho certo, você deverá segurar a corda com as mãos e pisar no centro dela, com os dois pés e segurá-las até altura do peito, se ela esticar até esse ponto, isso significa que você já pode se dirigir ao caixa, pois essa é a corda ideal para o seu tamanho.

Outras dicas sobre começar a pular corda

O início de qualquer atividade física não é fácil, por isso para quem não está acostumado, o ideal é começar aos poucos. Logo, não espere que você consiga pular corda durante 30 minutos sem parar.

Portanto, veja abaixo algumas dicas que serão essenciais para o início desse treino:

  • Você deverá iniciar essa atividade em uma velocidade baixa. Mantenha a velocidade baixa por 30 segundos. Passados os 30 segundos, faça mais 30 em uma velocidade maior e tire um descanso de 45 segundos. Essa sequência precisará ser repetida por 10 minutos. Com o passar do tempo, conforme o seu fôlego e resistência forem melhorando, você poderá aumentar a carga horária desse exercício. Contudo, lembre-se sempre de acompanhar a evolução do seu corpo para que essa prática não cause danos.

E aí, vai pular corda? Compartilhe com a gente a sua opinião e fique por dentro deste portal!

Comente