4 Perigos da dieta HCG para emagrecer

Publicado por Bianca Neves


Conheça todos os 4 perigos da dieta HCG para emagrecer. Além da aplicação do hormônio, é preciso fazer uma dieta rigorosa e que restringe boa parte dos alimentos, o que pode provocar o desenvolvimento de uma série de doenças.

O HCG é um hormônio produzido naturalmente pelo organismo feminino quando a mulher se torna uma gestante, também é muito utilizado para tratar de problemas de infertilidade. Para ser usado na dieta, o HCG é produzido em laboratório e aplicado em mulheres que desejam emagrecer, a presença do hormônio engana o organismo, que segundo os defensores desse arriscado método para perder peso, passa a trabalhar como se a mulher realmente estivesse grávida e consome mais energia.

Utilizar HCG para emagrecer é extremamente perigoso. (Foto: Divulgação).

Utilizar HCG para emagrecer é extremamente perigoso. (Foto: Divulgação).

No entanto, especialistas alertam que o HCG não é capaz de provocar o emagrecimento e que o efeito positivo da dieta é causado pela restrição de alimentos que acompanha as aplicações do hormônio. Na dieta do HCG é preciso adaptar o cardápio diário e consumir apenas 500 calorias, a quantidade normal e indicada para manter o organismo em bom funcionamento é de em média 2500 calorias.

4 Perigos da dieta HCG para emagrecer

Veja a seguir quais são os 4 perigos da dieta HCG para emagrecer:

Ingestão de pouca quantidade de comida

A alimentação humana deve ser composta por alimentos basicamente pertencentes a esses três grupos: carboidratos, proteínas e gorduras. As proteínas devem ser consumidas em maior quantidade para que as células se mantenham saudáveis. Os carboidratos em quantidade moderada, já depois de digeridos podem se transformar em gordura e provocar o aumento de peso, mas, em contrapartida, sem a presença desse tipo de alimento o corpo fica sem sua principal fonte de energia e perde até mesmo a massa magra. As gorduras também são essenciais, no entanto, em pouca quantidade.

A dieta radical e o HCG podem trazer sérios problemas para a saúde. (Foto: Divulgação).

A dieta radical e o HCG podem trazer sérios problemas para a saúde. (Foto: Divulgação).

Na dieta HCG nenhum desses três tipos de alimentos são consumidos em quantidade suficiente, portanto, o organismo fica totalmente vulnerável e propício a desenvolver doenças. Além disso, o emagrecimento rápido provocado pela falta de alimentação, não é saudável, a massa magra do corpo também diminui e os efeitos colaterais do HCG são ainda mais potentes.

Problemas cardiovasculares

A presença de HCG no organismo de mulheres que não estão gerando uma criança e que não estão em tratamento para engravidar, provocar inúmeros efeitos graves. Os problemas cardiovasculares durante a dieta do HCG são frequentes, por conta do hormônio e da falta de nutrientes no corpo.

Ele é um hormônio coagulante, ou seja, deixa o sangue muito mais grosso, o que dificulta a circulação. Por conta disso, o risco de trombose, embolia pulmonar e infarto é muito grande, todos eles são problemas que podem facilmente levar a pessoa a óbito.

O hormônio HCG tem efeito coagulante e pode provocar trombose e embolia. (Foto: Divulgação).

O hormônio HCG tem efeito coagulante e pode provocar trombose e embolia. (Foto: Divulgação).

Prejudica a fertilidade

Quando utilizado em tratamentos para infertilidade feminina, o HCG é ministrado em pequenas doses e acompanhado de medicamentos. Já quando o uso é para a perda de peso as aplicações são diárias durante um longo período, fator de risco, pois quando o organismo recebe grande quantidade de uma substância que ele mesmo produz, os responsáveis por estimular a produção dessa substancia, no caso, o hormônio HCG quando necessário, aos poucos não conseguiram mais cumprir sua função.

O efeito sanfona da dieta HCG

Na dieta HCG, os hormônios são aplicados durante quarenta dias seguidos, após esse período, é feito um intervalo e a aplicação volta a ser diária. Até que o peso desejado seja conquistado. O emagrecimento acontece de maneira surpreendentemente rápida, mas por conta de dieta restritiva e de baixíssima caloria.

A aplicação de HCG pode provocar trombose e embolia. (Foto: Divulgação).

A aplicação de HCG faz perder peso rápido, mas após a dieta, o acúmulo de gordura é ainda maior. (Foto: Divulgação).

Depois de conquistar o peso ideal e parar de realizar as aplicações de HCG, as pessoas voltam a consumir a quantidade de calorias diárias recomendada pelos especialistas, que é de aproximadamente 3000 calorias. Como, o organismo passou por longos períodos sem energia o suficiente, passará a reservar mais energia quando a alimentação for normalizada, o que resultará no ganho de peso.

A melhor maneira de se livrar dos males da obesidade e do acúmulo de gordura no corpo, é através de exercícios físicos e de dietas saudáveis, que são aquelas que mantém a quantidade diária de calorias próxima do essencial para o organismo e que incentiva a reeducação alimentar. Reconheça os 4 Perigos da dieta HCG para emagrecer e tome muito cuidado para não prejudicar a saúde.




Este artigo possui 2 comentários

  1. Rosa Carvalho
    Publicado em 21/04/2017 às 6:46 am [+]

    oi
    quem tem pressão alta mas controlada pode tomar hcg pr emagrecer

  2. milka gonçalves
    Publicado em 13/09/2017 às 5:21 pm [+]

    Eu tomando o hcg posso estar praticando atividades fisicas: caminhada , musculação?

Compartilhe suas ideias! Deixe um comentário...