Dieta LCHF (Menos Carboidrato e Mais Gordura): entenda como funciona

Publicado por Isabella Moretti


Você já ouviu falar da dieta LCHF? Pois saiba que ela tem feito muito sucesso no universo fitness. A proposta do programa alimentar é reduzir o consumo de carboidratos e aumentar a ingestão de gorduras. Com isso, o corpo tem mais chances de eliminar os quilinhos indesejados ou ganhar músculos definidos.

A sigla “LCHF” significa “low carb/high fat”. Traduzindo para o português, quer dizer “pouco carboidrato/muita gordura. As dietas que valorizam esse princípio fazem sucesso principalmente entre as celebridades. A atriz Débora Secco, por exemplo, revelou que perdeu peso após a gravidez aumentando a ingestão de gorduras e realizando jejuns prolongados.

Muitas pessoas estão apostando na dieta LCHF para perder peso. (Foto: Divulgação)

Muitas pessoas estão apostando na dieta LCHF para perder peso. (Foto: Divulgação)

Mais gordura, menos carboidrato e mais proteínas – essa é a lógica das dietas LCHF.

O que é a Dieta LCHF?

Para entender como funciona a dieta LCHF, vamos dividi-la em dois grupos:

Low carb (pouco carboidrato)

Reduzir a ingestão de carboidrato costuma ser o segredo de qualquer dieta para funcionar. Isso porque o nutriente, quando presente em excesso no organismo, se transforma em tecido adiposo e glicose, uma ação que contribui com o ganho de peso.

O carboidrato é a principal fonte de energia do organismo. Ao ser excluído do cardápio, é preciso substitui-lo por uma outra fonte de energia, ou seja, a gordura.

Ao notar que a quantidade de carboidrato é insuficiente, o corpo usa a gordura como combustível.

A proposta é comer mais gordura e reduzir o consumo de carboidrato. (Foto: Divulgação)

A proposta é comer mais gordura e reduzir o consumo de carboidrato. (Foto: Divulgação)

High fat (Muita gordura)

Diversas dietas recomendam o aumento do consumo de gorduras, como é o caso da Atkins. Este programa alimentar funciona com fases, ou seja, indução, perda de peso contínua, pré manutenção e manutenção.

Comer mais gorduras não significa ingerir alimentos que não fazem bem para o corpo, como fast food e embutidos. Na verdade, a pessoa deve procurar fontes saudáveis de gordura, como azeite de oliva, queijos, salmão, carnes, coco, oleaginosas e abacate.

O organismo usará a gordura como fonte de energia, queimando-a no lugar do carboidrato. A presença de gordura nas refeições também contribui com a sensação de saciedade e reduz a fome.

Como a gordura sacia muito mais, a pessoa consegue fazer jejuns prolongados sem dificuldades. A regra de se alimentar de três em três horas acaba sendo deixada de lado.

Cuidados com a dieta LCHF

O abacate é uma fonte de gordura saudável. (Foto: Divulgação)

O abacate é uma fonte de gordura saudável. (Foto: Divulgação)

Os programas alimentares “low carb/high fat” são restritivos, por isso é tão importante adotar alguns cuidados. Confira:

– O excesso de gordura nas refeições pode fazer mal à saúde, aumentando os riscos de doenças cardiovasculares. Portanto, antes de iniciar o programa alimentar, faça uma avaliação médica.

– pessoas com problemas hepáticos e renais devem evitar a dieta LCHF, assim como quem tem diabete tipo 1.

– nunca reduza a quantidade de carboidratos sem aumentar a ingestão de proteínas.

– a falta de carboidratos faz mal para o cérebro. A pessoa pode sofrer com dificuldades de concentração, fraqueza e até mesmo desmaios. Por isso o recomendado é não fazer a dieta LCHF por muito tempo.

O que pode comer na dieta LCHF?

Castanhas, nozes e amêndoas são alimentos permitidos. (Foto: Divulgação)

Castanhas, nozes e amêndoas são alimentos permitidos. (Foto: Divulgação)

  • Carnes (vermelha, frango e peixe)
  • ovos
  • manteiga
  • óleo de oliva
  • óleo de coco
  • creme de leite
  • nata
  • frutas vermelhas
  • abacate
  • castanhas, nozes e amêndoas
  • queijo

O que NÃO comer na dieta LCHF?

  • alimentos processados
  • embutidos (salsicha e salame)
  • alimentos ricos em açúcar e amido, como pão e batata
  • bebidas açucaradas, como refrigerantes e sucos de caixinha
  • derivados do trigo

E aí? Restou alguma dúvida sobre a dieta LCHF? Deixe um comentário.




Este artigo possui 1 comentário

  1. jose arimateia de souza
    Publicado em 13/03/2017 às 6:35 pm [+]

    ola boa tarde; tenho 1,83 e peso 96 kg; a dieta da batata doce seria ideal; sendo que tenho uma rotina muito pesada no dia dia; sou educador fisico nao posso mim alimentar com baixo nutriçao; gostaria de saber como comprar o hcg mim passe o valor e como comprar.

Compartilhe suas ideias! Deixe um comentário...